R7 Meu Estilo Sabrina de Paiva, Miss São Paulo, fala sobre vitória: "Minha bela cor foi apenas uma pitadinha de tempero"

Sabrina de Paiva, Miss São Paulo, fala sobre vitória: "Minha bela cor foi apenas uma pitadinha de tempero"

Vencedora do concurso vai disputar o Miss Brasil em outubro deste ano

Sabrina de Paiva, Miss São Paulo, fala sobre vitória: "Minha bela cor foi apenas uma pitadinha de tempero"

A Miss São Paulo, Sabrina de Paiva

A Miss São Paulo, Sabrina de Paiva

Divulgação/Orlando Felipe

Sabrina de Paiva venceu o concurso de beleza Miss São Paulo 2016 na noite do último sábado (28), deixando para trás outras 29 candidatas. Ao R7, a representante de Caconde, interior de São Paulo, contou que começou a pensar em se tornar Miss depois de receber um convite para participar do evento.

— Me tornar Miss não era um sonho de infância, mas sempre quis ser modelo. O convite para concorrer ao Miss São Paulo surgiu em setembro do ano passado. A partir daí, tornou um sonho com metas e objetivos.

Após o convite, Sabrina, de 20 anos, decidiu investir no concurso de beleza e passou nas seletivas. Porém, ela não tinha como bancar os R$ 7 mil de custo dos trajes e dos acessórios. Com apoio total da família, a modelo bateu de porta em porta para arrecadar verba e bancar a participação. Dos pertences que carregou na mala para o Miss São Paulo, apenas um par de tênis, uma legging e as maquiagens eram dela antes de conseguir levantar o dinheiro.

— Tive algumas dificuldades e uma delas foi para comprar tudo o que precisava levar.
Fiz um livro de fotos e nele coloquei o objetivo, que era arrecadar dinheiro para comprar o que precisava ser levado. Fui de comércio em comércio pedir dinheiro. Em seguida, comecei a ir de casa em casa até conseguir arrecadar uma quantia que desse para comprar o básico que precisava.

O esforço valeu a pena: a coroação veio no sábado (28) e agora Sabrina é a representante do Estado para disputar o Miss Brasil. A mulher mais bonita de São Paulo se sentiu realizada no momento em que o resultado foi anunciado.

— Na hora foi uma sensação de esforço e realização, uma felicidade que não cabia em mim. Não bastava sair apenas pelos olhos e sorrisos, era algo além dos sentidos.

Caso vença o Miss Brasil, Sabrina vai ser a segunda negra da história do país a receber o título e defender o país no Miss Mundo. A primeira a conseguir a coroa foi Deise Nunes, em 1986. Com um cabelo black power e muita atitude no palco, ela revelou que sofreu preconceito poucas vezes ao longo da vida e que não ficou com medo de perder a coroa devido ao retrospecto de poucas negras vencendo o concurso.

— Passei pouquíssimas vezes na vida por situações de preconceito , mas uma boa parte delas sofri na minha infância. Em momento algum tive medo de não vencer por ser negra, pois não foi a minha cor quem decidiu a minha vitória, mas sim o meu carisma, inteligência, beleza, humildade e a minha simpatia. A minha bela cor foi apenas aquela pitadinha de tempero que faltava.

Consciente da beleza que tem, Sabrina espera ser portadora da beleza feminina e quer encontrar mais miscigenação nos próximos concursos.

— Me considero uma porta-voz, uma referência, não só da beleza negra, mas da mulher brasileira. Quero representatividade, quero que as crianças negras amem sua cor, amem sua história, sua cultura. Quero que no próximo concurso tenha mais beleza afro, quero a miscigenação.

A beldade assegurou que não se incomoda com as ofensas gratuitas que recebe de alguns internautas e explicou o motivo.

— Da mesma forma que existem críticas, existe o dobro de elogios que consegue quebrar todas [as ofensas]. Estou acompanhando a repercussão nas redes sociais, não dá tempo de ver tudo ao mesmo instante, mas me mantenho informada e antenada.

Se nas redes sociais os elogios chegam a todo instante, o retorno à Caconde, cidade que fica a cerca de 300 quilômetros da capital paulista, não foi diferente. Os conterrâneos de Sabrina pararam o que estavam fazendo para vê-la de perto.

— A recepção foi maravilhosa, a cidade estava toda empenhada em me parabenizar, me homenagear. Foi muito gratificante. Teve uma passeata com carro de bombeiros e com carros da população, faixas espalhadas na cidade para me homenagear.

Além de Miss São Paulo, Sabrina é estudante de Publicidade e Propaganda e trabalha em uma boutique — cada atividade em uma cidade diferente. A correria vai se intensificar com os preparativos para o Miss Brasil, que vai acontecer em outubro deste ano.

— Agora vou triplicar o empenho na academia e manter a dieta para o Miss Brasil.

Confiante, Sabrina declarou que precisa aperfeiçoar alguns detalhes para o concurso.

— Faltam alguns ajustes para me sentir totalmente preparada para o Miss Brasil e através destes ajustes estarei preparada para o Miss Universo.

Leia também:

Sabrina de Paiva é coroada Miss São Paulo 2016

Internautas comemoram vitória de Sabrina de Paiva no Miss São Paulo 2016

Acesse o R7 Play e assista à programação da Record quando quiser