R7 Meu Estilo Rugas? Só no filtro! Guia prático para envelhecer melhor que no app

Rugas? Só no filtro! Guia prático para envelhecer melhor que no app

Sabrina Sato e Duda Nagle compartilharam suas versões "vovôzinhos" nas redes sociais

Sabrina Sato e Duda Nagle compartilharam suas versões "vovôzinhos" nas redes sociais

Reprodução/Instagram @sabrinasato

O filtro de envelhecimento do FaceApp se tornou a mais nova sensação da internet no último fim de semana. Nem mesmo os famosos conseguiram ficar de fora da brincadeira e publicaram suas versões maduras. Mas, como o tempo e a tecnologia não são generosos com todos, alguns usuários ficaram descontentes com o resultado e não tiveram coragem de publicar.

Alguns usuários não gostaram do resultado das fotos envelhecidas

Alguns usuários não gostaram do resultado das fotos envelhecidas

Reprodução


Para a Dra. Fernanda Nichelle, especialista em dermatologia estética, o susto que alguns dos internautas tomam é justificável. Em tempos de reconhecimento facial avançado, a vida imita o app: “As queixas que recebo em meu consultório são bem parecidas com o que o aplicativo mostrou. Os pacientes chegam reclamando que o rosto está murchando e é exatamente isso que acontece: conforme o tempo passa, a pele vai ficando mais flácida, o compartimento de gordura facial é reabsorvido e a face vai ficando esqueletizada. ”, explica a médica. Segundo ela, muitos apelam para o excesso de procedimentos estéticos para reverter o processo e terminam com resultados pouco naturais. “Quando procuram tratamento, é um pouco tarde. Geralmente o que funciona é a prevenção”

Veja também: Pra que mudar tanto, Cleo Pires?


Notei minhas primeiras linhas de expressão. E agora?


Embora a prevenção seja a melhor amiga do envelhecimento generoso, nem sempre é uma tática priorizada diante da correria rotineira. Por isso, a Fernanda explica que, a curto prazo, a primeira medida a ser tomada é procurar um médico especialista. Nada de apelar para fórmulas caseiras ou investir em falsos tratamentos milagrosos.


“Não tem receita de bolo. Cada paciente tem uma indicação específica. Pode ser estética ou cirúrgica. Em um estágio mais avançado, a avaliação profissional é essencial para saber como será feito o procedimento de reversão.”

Para inserir na rotina sem maltratar o bolso


Dentre os cuidados rotineiros que uma pessoa entre 20 e 30 anos pode adotar, água filtro solar são os velhos escudeiros anti-idade. De acordo com Fernanda Nichelle, o “filtro solar é um dos principais e mais acessíveis rejuvenescedores disponíveis”, uma vez que os danos causados pelo sol são um dos maiores fatores de envelhecimento precoce. A prática de exercícios físicos e consumo cerca de 2 litros de água também ajudam a barrar o processo.


Para quem quer se jogar na onda das máscaras caseiras, a dermatologista alerta que é preciso ter cuidado com as receitas disponíveis na internet, mas indica duas receitas fácies e seguras.


- Clara de ovo: com a pele limpa, aplique apenas a clara gelada por 20 a 30 minutos. A pele fica mais viçosa e as rugas mais finas são suavizadas.


- Máscara de iogurte: após limpar e esfoliar a pele, aplique a máscara de iogurte natural gelado por 20 minutos


O que NÃO fazer: evite cremes muito cheirosos, pois podem causar reações alérgicas. Banhos muito quentes nessa época do ano também podem irritar a pele.

Tratamento profundo — e orientado!


A corrida contra o tempo continua te deixando ofegante? O investimento em cremes anti-idade pode ser uma boa pedida, mas precisam ser receitados pelo dermatologista. O auxílio profissional é importante para definir qual produto melhor se adequa ao tipo de pele, estilo de vida e nível de exposição ao sol. Fatores como estes podem até parecer excessivos, mas são cruciais no momento de utilizar um dos maiores rejuvenescedores do mundo: o ácido retinóico. “É uma família de ácidos derivados da vitamina A, que têm poder de estimular o fibroblasto” (célula que produz colágeno). “É extremamente irritativo e deve ser usado com o acompanhamento médico”, alerta a Dra. Fernanda Nichelle.


Desconectar das pressões também rejuvenesce


Entender que o tempo passa para todos é uma forma de tornar o processo de envelhecimento menos estressante. Em tempos de redes sociais, a preocupação excessiva com a própria imagem também nos desconecta da realidade. “O envelhecimento vai ocorrer sempre. A maneira com a qual ele se instala dependerá do cuidado que se tem no início”, aconselha Fernanda. Afinal de contas, a última coisa da qual precisamos é criar rugas de preocupação com a passagem dos anos.