R7 Meu Estilo Pela primeira vez, duas mulheres pilotam Boeing 737

Pela primeira vez, duas mulheres pilotam Boeing 737

Comandantes do Zimbábue fizeram história com equipe totalmente feminina

  • R7 Meu Estilo | Do R7

Chipo e Elizabeth descreveram a experiência como "emocionante"

Chipo e Elizabeth descreveram a experiência como "emocionante"

Reprodução/ Facebook

Duas capitãs do Zimbábue fizeram história na sexta-feira (13). As comandantes Chipo Matimba e Elizabeth Simbi Petros foram as primeiras mulheres a pilotar um Boeing 737. 

De acordo com o jornal zimbabuano The Herald, elas também formaram a primeira equipe de aviação totalmente feminina do país. A dupla vôou de Harare a Victoria Falls e descreveu a experiência como "emocionante".

A aviação comercial é uma área com pouco espaço para mulheres. Segundo o The Herald, 97% dos pilotos do mundo todo é do sexo masculino, e só há cinco pilotos mulheres no Zimbábue.

Para Matimba, pilotar um grande avião é um sonho desde 1994, quando entrou para a Força Aérea do Zimbábue e enfrentou as dificuldades de ser uma das pouquíssimas mulheres em um ambiente predominantemente masculino.

"Por que você não arruma um namorado?". Veja 7 frases que toda feminista não aguenta mais ouvir

O feito gerou repercussão nas redes sociais. No Facebook e no Twitter, internautas elogiaram as duas por representarem mulheres negras e serem grandes inspirações.

Clarice Falcão canta Beyoncé em clipe pelos direitos das mulheres

No ano passado, uma equipe formada só por mulheres foi a responsável por um vôo de B787 da Kenya Airways. E, em 2015, a Rússia começou os testes de uma viagem ao espaço com equipe totalmente feminina, que deve acontecer em 2029. Seis mulheres vão passar oito dias em uma simulação para aperfeiçoar as condições do vôo.  

Últimas