Novela Piovani, Scooby e Anitta: por que é difícil ver o ex com a atual? 

Segundo especialista, comportamento de Luana Piovani é explicado pelo "sentimento de ser deixada de lado". Entenda

Atriz e apresentadora deixa claro que não gosta nada da nova relação do ex

Atriz e apresentadora deixa claro que não gosta nada da nova relação do ex

Montagem/Divulgação


Luana Piovani é a mais nova protagonista dos barracos entre celebridades mais acompanhados nas redes sociais. O comportamento da atriz e apresentadora em relação ao novo relacionamento do ex-marido, Pedro Scooby, com Anitta tem dado o que falar entre os seguidores.

Em mais de uma ocasião, a loira deixou bem claro que não gostou nada do novo relacionamento.

Leia também: Luana proíbe os filhos de dançarem funk

“O show de sexualidade que ele ofereceu ao mostra o quanto eu estava certa. Pai dos meus filhos e só”, desabafou a celebridade, em resposta a uma seguidora.

Embora muitos fãs estejam pressionando Luana para virar o disco, o psicólogo Wilson Montiel explica que, devido a intensidade da relação vivida com Scooby, o comportamento da apresentadora não tem nada de incomum: “Acabou de acontecer. Era uma relação intensa e de longa data, e ela, como pessoa pública, se sente ainda mais constrangida. Elaborar o luto pelo fim de um casamento requer que a pessoa se adapte à realidade que está vivendo. ”

O especialista alerta que a tristeza pelo término de um relacionamento deve ser olhada com mais atenção quando compromete a rotina do indivíduo e de quem o cerca: “A pessoa não consegue dar continuidade a própria vida e fica obcecada. ”, explica.

Para Montiel, Luana desabafa nas redes sobre os sentimentos negativos em relação ao ex-marido porque enxerga o novo relacionamento de Scooby como traição. Não interessa se a apresentadora foi efetivamente traída ou não. O que vale aqui é “o sentimento de ser deixada de lado para que outra ocupe um lugar que era seu. A pessoa desabafa porque sente a presença da traição como se fosse um companheiro”.

Assim como Luana, não é comum encontrar pessoas na vida anônima que vivem de mandar indiretas nas redes. Segundo o psicólogo, os comentários ácidos também são uma forma de estabelecer um contato com o desafeto: “O ódio também é uma forma de dar continuidade ao laço, pois mantém o mesmo relacionamento visceral. ”

Mesmo comum, a exposição excessiva nas redes sociais não ajuda a seguir em frente, ainda mais quando os seguidores não hesitam em comparar Luana e Anitta. Para quem passa por uma situação semelhante, o psicólogo garante: “É da natureza humana se comparar. Mas essa situação pode servir de referência para o que realmente importa: É preciso descobrir quem é você.”