Nova tecnologia promete acabar com testes em animais

Impressora 3D recria tecidos vivos e órgãos 

O processo dos testes de produtos em animais pode estar com os dias contados, isto porque uma nova tecnologia, desenvolvida pela empresa americana BioBots, promete recriar órgãos e tecidos vivos através de uma impressora 3D e químicas.

Chamado de biofabricação, o processo não é nenhuma novidade dentro do universo das impressoras 3D. Entretanto, o investimento para adquirir uma destas máquinas é a grande inovação: antes era preciso investir mais de R$ 1 milhão para conseguir um destes aparelhos, hoje em dia, a máquina criada pela BioBots, pode ser comprada por R$ 15 mil.

O aparelho já tem sido usado por algumas empresas do setor farmacêutico para testes e obteve apenas positivos. Apesar desta informação e a reconstrução celular ser quase perfeita, a formação de órgãos para o transplante ou reposição não estão nos horizontes da empresa, por hora.

Veja o funcionamento da impressora abaixo: