Hypeness Destaque na Copa, craque francês ajudou pai a recolher lixo no título da França em 1998

Destaque na Copa, craque francês ajudou pai a recolher lixo no título da França em 1998

Em tempos de Copa do Mundo são muitas as histórias inspiradoras envolvendo os atletas. Neste ano surgiram diversas fotografias de craques como Mbappé, ainda na infância, ao lado de lendas com o Henry. O mundo do futebol dá voltas. A mesma seleção francesa, que está provocando uma ampla discussão sobre imigração e xenofobia, revela ao […]

Em tempos de Copa do Mundo são muitas as histórias inspiradoras envolvendo os atletas. Neste ano surgiram diversas fotografias de craques como Mbappé, ainda na infância, ao lado de lendas com o Henry. O mundo do futebol dá voltas. A mesma seleção francesa, que está provocando uma ampla discussão sobre imigração e xenofobia, revela ao […]

Em tempos de Copa do Mundo são muitas as histórias inspiradoras envolvendo os atletas. Neste ano surgiram diversas fotografias de craques como Mbappé, ainda na infância, ao lado de lendas com o Henry. O mundo do futebol dá voltas.

A mesma seleção francesa, que está provocando uma ampla discussão sobre imigração e xenofobia, revela ao mundo outro momento interessante. Desta vez o envolvido é o elogiado N’Golo Kanté. Nascido em Paris e filho pais imigrantes do Mali, o meia recolhia lixo nas ruas em 1998.

O trabalho com reciclagem era o meio encontrado pelo então garoto para ajudar a família a sobreviver. Tem um porém nesta história, 98 foi o ano em que a França se sagrou pela primeira vez campeã mundial. Em partida diante do Brasil, o time venceu com dois gols de Zidane e levantou pela primeira vez a tão sonhada Copa do Mundo.

Hypeness

Hypeness

Hypeness

É Kanté, o mundo dá voltas…

Agora, 20 anos depois deste momento histórico, Kanté é um dos protagonistas de uma França que tenta vencer a Croácia para se sagrar campeã pela segunda vez. Elogiado por jogadores e pela imprensa esportiva, o atleta se destaca pela presença em todos os cantos do campo.

De acordo com estatísticas colhidas no Mundial da Rússia, o parisiense  já percorreu 62,6 quilômetros, se colocando entre os quatro que mais correram  na Copa, atrás apenas de Modric e Rakitic.

Hypeness

Hypeness

Hypeness

Mbappé e Henry. A sucessão dos ídolos franceses

“Ele é reservado, calmo, tímido. Fica jogando cartas. Nós nos falamos, damos conselhos. É uma relação especial. Brincamos muito. Ele é muito gozador. Eu me dou muito bem com ele, com todo mundo. Cada um tem sua personalidade. Mas nos damos muito bem”, revelou Pogba em coletiva de imprensa.

Apesar de não ter levado muita fé nas previsões do colega Eric Vandenabeele de que estaria na final da Copa do Mundo, Kanté agora tem a chance de inspirar outras gerações de jovens. É o esporte mais uma vez mostrando que é possível.