Hypeness Aquecimento Global já ameaça a vida de 1 bilhão de pessoas sem acesso a refrigeração

Aquecimento Global já ameaça a vida de 1 bilhão de pessoas sem acesso a refrigeração

O aquecimento global é uma realidade e há algumas décadas está transformando a dinâmica de comunidades em todo o mundo. Mudanças climáticas que impactam por exemplo na subida do nível dos oceanos e na inconstância das temperaturas, ameaçam a sobrevivência de mais de 1 bilhão de pessoas que vivem sem refrigeração. São comunidades estabelecidas na […]

O aquecimento global é uma realidade e há algumas décadas está transformando a dinâmica de comunidades em todo o mundo. Mudanças climáticas que impactam por exemplo na subida do nível dos oceanos e na inconstância das temperaturas, ameaçam a sobrevivência de mais de 1 bilhão de pessoas que vivem sem refrigeração. São comunidades estabelecidas na […]

O aquecimento global é uma realidade e há algumas décadas está transformando a dinâmica de comunidades em todo o mundo. Mudanças climáticas que impactam por exemplo na subida do nível dos oceanos e na inconstância das temperaturas, ameaçam a sobrevivência de mais de 1 bilhão de pessoas que vivem sem refrigeração.

São comunidades estabelecidas na Ásia, África e América Latina, divididas entre zonas rurais – 470 milhões e favelas, por volta de 630 milhões de pessoas, que estão sofrendo com as temperaturas elevadas e a falta de antídotos como o ar-condicionado.

Os efeitos do calor excessivo são sentidos desde a climatização dos ambientes, até na preservação de alimentos e remédios. A constatação foi feita pela ONU em nome do Energia Sustentável Para Todos. A pesquisa mapeou 52 países e os mais ameaçados são Índia, Brasil, China, Paquistão, Moçambique, Indonésia, Bangladesh, Nigéria e Sudão.

Hypeness

Hypeness

Hypeness

O aquecimento global acaba atingindo as camadas mais vulneráveis da sociedade

De acordo com a agência de saúde da ONU, mais de 38 mil pessoas devem morrer em todo o mundo entre 2030 e 2050 por causa do calor. No mês de maio mais de 60 habitantes da cidade de Karachi, no Paquistão, não resistiram ao calor provocado por temperaturas superiores aos 40 graus Celsius.

O grande responsável por este cenário preocupante é o aumento da demanda por eletricidade justamente para alimentar geladeiras e ventiladores. O problema se dá pela escassez de combustíveis fósseis, que aliada ao aumento dos termômetros, comprometem o funcionamento das usinas. Atualmente as hidrelétricas e termelétricas respondem por 98% do fornecimento de eletricidade no mundo.

Hypeness

Hypeness

Hypeness

O Brasil pode sair na frente na produção de energia limpa

Para especialistas não há saída mais eficaz do que a busca por métodos sustentáveis de produção energética, como a eólica. O Brasil é um dos países com maior potencial de geração de energia limpa por meio dos ventos.

O Ministério da Energia divulgou que em 2017 a energia eólica representou cerca de 6,5% da Matriz Energética Brasileira, colocando o país sul-americano na oitava posição no âmbito. Além de ser a região com maior potencial, o Nordeste chegou perto de se auto sustentar. As usinas eólicas do local foram responsáveis por 64% da energia consumida.