topo dietas
Dietas Plantas encontradas em jardins podem ajudar no emagrecimento

Plantas encontradas em jardins podem ajudar no emagrecimento

Conhecidos como PANCs (plantas alimentícias não convencionais), vegetais possuem propriedades que fazem tão bem quanto verduras mais conhecidas

PANCs podem ajudar no emagrecimento

Ora-pro-nóbis é uma das PANCs mais conhecidas e utilizadas

Ora-pro-nóbis é uma das PANCs mais conhecidas e utilizadas

Reprodução

Esqueça-se de alface, cenoura, couve e outras hortaliças tradicionais. O caminho para uma alimentação saudável pode estar no jardim mais próximo a você, graças às chamadas PANCs.

As plantas alimentícias não convencionais ainda são desconhecidas por muitos brasileiros, mas podem ser alternativas nutritivas para quem quer comer melhor e até mesmo emagrecer.

“PANCs são ricas em compostos bioativos, vitaminas, minerais, fibras e proteínas. Algumas são diuréticas, anti-inflamatórias e antioxidantes, auxiliando na perda de peso por tratarem o organismo como um todo, diminuindo a inflamação causada pelo tecido adiposo, poluição e estilo de vida. Além disso, aumentam a oferta de proteína da refeição e saciedade por possuírem muitas fibras”, explica a nutricionista Janainna Mazelli.

Veja também: Veganismo: Por que youtubers têm renunciado à dieta com que ficaram ricos e famosos

Quando o assunto é perda de peso, o também nutricionista Alan David Nicolau recomenda a ora-pró-nobis, que, segundo ele, possui propriedades antioxidantes e anti-inflamatórias.

Capuchinha é PANC com alto valor nutricional

Capuchinha é PANC com alto valor nutricional

Reprodução

“Ela contribui para uma boa manutenção dos ossos, melhor funcionamento do intestino e do sistema imunológico. Também ajuda a combater os radicais livres que, em excesso, geram o estresse oxidativo que implica em várias doenças”, afirma.

Já no valor nutricional, as que saem na frente, para Janainna, são arumbeva, capuchinha, caruru, dente-de-leão, picão.

Atenção à identificação das PANCs

O fato de muitas dessas plantas serem encontradas em jardins pode levar à falsa ideia de que qualquer espécie presente neles pode ser consumida — o que é um grande perigo. A nutricionista alerta para a necessidade de saber identificar quais são as comestíveis e para os riscos de confundi-las.

“A melhor saída é ir atrás de lojas e feiras locais que vendem os produtos e se familiarizar com as plantas locais, além de pesquisas na internet. É muito importante não sair comendo qualquer planta que avistamos por aí, pois algumas podem causar alergias ou ser tóxicas. Na dúvida, não consuma”.

Onde encontrar plantas alimentícias

PANCs geralmente são vendidas em mercados locais e em casas de produtos naturais. Alan David Nicolau ressalta que, muitas vezes, elas são comercializadas em forma de semente, o que se torna uma alternativa para quem quer ter alimentos sempre frescos disponíveis.

Por que consumir PANCs?

Além de serem ricas em proteínas, vitaminas e minerais essenciais para o organismo, as PANCs dão ainda mais motivos para entrar de vez na vida do brasileiro. Janainna Mazelli ressalta que, ao compra-las, o consumidor incentiva a produção local e a valorização de pequenos produtores.

E mais: Mitos e verdades: dieta faz bem ou não para o organismo?

“Elas também são mais baratas e, muitas vezes, livres ou com pouquíssimas quantidades de agrotóxicos — que já seriam motivos suficientes para o consumo”, diz a especialista.

Como preparar essas plantas

A chef funcional Lidiane Barbosa, que usa PANCs como ingredientes principais em muitas receitas, afirma que o preparo delas é mais fácil do que muita gente acredita.

“Dá para fazer pratos simples, muito mais do que as pessoas possam imaginar. É que, no entendimento das pessoas, sair do convencional é muito complicado. O desconhecido parece mais difícil. Mas pratos simples ganham um toque superespecial e com aporte de proteínas e nutrientes das PANCs”, diz.

Veja uma receita da chef Lidiane, feita com PANC no lugar de carne, a seguir:

BAIÃO DE DOIS VEGETARIANO

Baião de dois vegetariano com coração de bananeira

Baião de dois vegetariano com coração de bananeira

Divulgação/Lidi Barbosa

Ingredientes:
- 1 coração de bananeira - PANC
- 4 xícaras de arroz 7 grãos cozido
- 2 xícaras de feijão azuki cozido (ou qualquer outro feijão de sua preferência - só atenção ao pré-preparo: deixe de molho por 8 horas)
- 1 cebola
- 1 dente de alho
- Coentro picado
- 1 pimenta sem as sementes bem picadinha
- 1 queijo coalho (daqueles com palito) de búfala cortado em cubinhos pequenos
- 5 colheres de sopa de manteiga ghee ou azeite de oliva extra virgem
- 1 colher de sopa de páprica defumada.

Modo de preparo
Corte o coração da bananeira bem fininho, em rodelas, como uma folha de couve. Enrole as folhas e corte. Branqueie (coloque em água fervente rapidamente e depois em água com gelo). Reserve.
Corte a cebola em fatias finas e leve a uma panela com o dente de alho e 2 colheres de sopa de manteiga ghee. Deixe refogando. Acrescente o coração da bananeira e a páprica defumada. Deixe em fogo baixo, mexendo sempre. Acrescente o arroz, o feijão, o coentro, a pimenta e por último o queijo coalho. Acerte o sal e finalize com a manteiga ghee.