R7 Meu Estilo Casamento de Carlinhos Maia foge à compreensão das ciências humanas 

Casamento de Carlinhos Maia foge à compreensão das ciências humanas 

Enlace amoroso do Rei dos Stories do Instagram com Lucas Guimarães foi acompanhado por milhões de pessoas via redes sociais

O casamento civil de Carlinhos e Lucas mobilizou as redes sociais

O casamento civil de Carlinhos e Lucas mobilizou as redes sociais

Agência Brazil News

A porradaria do governo Bolsonaro para cima das chamadas ciências humanas (antropologia, filosofia, história, sociologia) faz muito sentido quando vemos a repercussão do casamento do Rei do Instagram Carlinhos Maia. Os influenciadores digitais simplesmente fogem à compreensão e tornam inútil qualquer esforço ou investimento em cientistas sociais se estes são incapazes de dar cabimento de tamanho absurdo.

O enlace amoroso do humorista milionário com Lucas Guimarães foi acompanhado por milhões de pessoas via redes sociais. O grande acontecimento, a rigor, foi o casal não ter dado o tradicional beijo ao final da cerimônia que consagrou a união estável dos pombinhos. O irrelevante detalhe transformou a internet num campo de batalha onde ao final de algumas horas todos estavam mortos de tédio.

Diariamente, somos expostos a esse fenômeno inexplicável e de tal proporção que transforma eventos banais em um tsunami de likes, comentários, emoções e engajamentos. É como se a cada momento um papa fosse proclamado, um foguete chegasse à Lua pela primeira vez ou uma princesa de Mônaco se casasse. Vivemos o tempo inteiro escolhendo uma bobagem para mover céus e terras virtuais.

Carlinhos Mais é um fofo, querido, engraçado e tals. Claro que muita gente também o acha insuportável, babaca e oportunista. Tanto faz. O fato é que pessoas comuns (muitas inexpressivas e efêmeras ao extremo) se revezam, de forma alucinada, em ser tão notórias quanto presidentes, astros pop e líderes religiosos.

Se isso é bom? O mundo está perdido? Não saberemos tão cedo. E não adianta pedir ajuda aos universitários.